sexta-feira, 7 de junho de 2013

My Sun and Stars

Sou uma rapariga de sorte.
Se me queixo por vezes de que nada de bom me acontece, depois há acontecimentos que abalam positivamente e completamente a minha vida.
Sabem aquelas pessoas que aparecem totalmente despercebidas na vossa vida e só se apercebem de toda a sua importância e impacto na vossa vida mais tarde? Aquelas que mudam o vosso mundo de pernas para o ar? O meu namorado é uma delas.
Quando o conheci, não vou mentir, não o achei nada de especial. Apenas mais um amigo de uma amiga minha. Uma cara fofinha e bastante alto, mas nada de por aí além.
Até que por conversas que ela me contava, comecei a perceber que ele não era apenas mais um. Era especial. Dos rapazes mais meigos, queridos, maduros e inteligentes de quem tinha ouvido falar.
Sem querer, comecei a criar um fraquinho por ele. Claro que nunca o poderia admitir. Já chegava eu saber que ele nunca gostaria de mim, não precisava que outros soubessem só para sentirem pena de mim. Como é que um homem daqueles alguma vez iria olhar para uma rapariga normal e completamente igual às outras como eu?
É claro que das poucas vezes em que estava com ele ficava nervosa, nunca dizia nada de jeito e no fim quando ele ia embora só tinha vontade de bater com a cabeça na parede por me derreter assim tão facilmente.
Não é de admirar o meu espanto, quando numa saída de amigos ele se começa a aproximar de mim. Claro que na minha cabeça, a explicação para isso passava desde ser apenas a simpatia natural dele, ou a estar a ser usada para fazer ciúmes a qualquer outra rapariga.
Mas não, na noite seguinte voltámos a estar todos juntos e, para minha grande felicidade, ele beijou-me.
Percorremos a cidade de Lisboa durante a noite, apenas conversando e voltando a beijarmo-nos. Quando ele disse que queria ser meu namorado, quase colapsei de felicidade.
Sei que ainda só passaram dois dias, mas nunca estive tão feliz na minha vida. Sou tão tão sortuda! Só espero ser merecedora desta sorte..
Love you D.

Com amor,
A Marquesa.

1 comentário:

Ritinha disse...

Que giro :)
Parabéns!