domingo, 22 de abril de 2018

Catarina na Terra do Sol Nascente - Shirakawa-go

Shirakawa-go foi uma das povoações mais fofinhas que já vi. Não será por acaso que é Património da UNESCO. Fica num vale e, no Inverno, as casas com um telhado que faz lembrar as casas típicas de Santana na Madeira, ficam cobertas de neve e há fotografias lindas disso.
Em Agosto visitámos uma versão muito verdinha desta bonita paisagem, que estava cheia de turistas japoneses, mas mesmo assim com uma tranquilidade e beleza típicas do campo.


quinta-feira, 19 de abril de 2018

É oficial: já tenho data para a Apresentação da minha Dissertação de Mestrado.
Estou nervosa como tudo. Nunca gostei nem fui boa em apresentações orais, muito menos quando não tenho ninguém com quem partilhar "o palco".
Vou ver se termino o esqueleto da apresentação ainda esta semana, que sei que depois alterarei dezenas de vezes até chegar à data, porque vou sempre achar que está confuso, muito extenso ou simplesmente não bom o suficiente.
Nem acredito que vou mesmo ser Médica Veterinária. E que terei de procurar emprego, começar a saber alguma coisa sobre Finanças, Segurança Social e todas as coisas com que um adulto independente se preocupa. 
Estou há praticamente um ano a fazer os meus próprios horários, a poder sair para ver a luz do sol sempre que preciso, dormir quanto eu quero e acho que é disso que tenho medo. De perder esta liberdade que tenho actualmente. De voltar à rotina e tentar não me sufocar pela falta de tempo, pelos horários e responsabilidades. De não corresponder às expectativas dos meus superiores, da minha família, de toda a gente que está a torcer por mim, de mim própria. 
Mas estamos todos no mesmo barco, certo?

Bem, uma crise de cada vez. Vamos tratar então da apresentação e o resto virá.


terça-feira, 17 de abril de 2018

7 Dicas práticas para reduzir o plástico que utilizamos

O plástico só entrou nas nossas vidas há algumas décadas, mas rapidamente ocupou um grande papel  no nosso quotidiano. Para além de ser feito a partir de petróleo (uma matéria prima não-renovável e poluente), o plástico não é biodegradável, ficando sempre partículas dele no ambiente que se sabe serem prejudiciais à nossa saúde.
A ecologia sempre foi uma das minhas preocupações, mas confesso que na prática isso traduzia-se apenas em fazer reciclagem e tentar poupar electricidade e água.
Até que eu e os meus pais vimos a série que passou na RTP, "Planeta Azul", que retrata a vida dos animais e plantas marinhas. Por muito giro que fosse observar os diferentes comportamentos e aparência dos bichos, foi chocante ver a quantidade de plástico que os documentadores foram encontrando no mar. Diz que, com o nível de produção actual, em 2050 iremos ter mais plástico do que peixe no mar. É assustador.
O que me dá esperança é que a consciência ambiental está a despertar em cada vez mais pessoas. E passo-a-passo sei que vamos conseguir fazer uma pequena grande diferença.
Deixo então algumas maneiras simples e práticas de fazer a diferença no ambiente (e até na carteira!).


sábado, 14 de abril de 2018

Biblioteca - Origem

O livro que esteve na minha mesa de cabeceira desde meados de Março foi a nova história de Dan Brown, o escritor conhecido pelo "O Código Da Vinci".
A nova aventura do Professor Robert Langdon passa-se bem perto de nós, em Espanha. Num livro tão dado a detalhes e que menciona tantas obras de arte e arquitectura, conhecer alguns edifícios (nomeadamente em Barcelona) ajuda muito à visualização do enredo.
Desta vez o Professor é convidado para assistir a uma apresentação de um antigo aluno, bastante conhecido e tido como um génio na área da tecnologia, no Museu Guggenheim em Bilbao. A promessa da noite é que será algo que irá responder às perguntas "De onde vimos?" e "Para onde vamos?".
Tal como o autor nos habitua, o enredo conta com ação, referências a arte, perigo e mistério. Sinceramente, não foi dos meus livros preferidos do autor e achei o plot twist final um pouco previsível. Mas de qualquer maneira é um livro enriquecedor, quanto mais não seja pelas explicações de teorias físicas e de simbologia.


Costumam ler Dan Brown? Se leram a "Origem", também adivinharam o culpado final?

Com amor,
Catarina

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Amor é... (X)

... fazer sugestões personalizadas.
É sempre bom quando alguém gosta imenso de uma série ou de um livro e o recomenda a toda a gente, espalha a palavra porque foi algo que o tocou ou que adora.
Mas melhor ainda é receber sugestões, não com base no que a pessoa gostou, mas com base no que acha que vais gostar.
Ouvir um "Vê este canal de Youtube, acho que é do género de vídeos que costumas gostar." ou "Já viste a série X? Tu ias adorar!" é algo que me aquece o coração. Tão bom.



Tenham o resto de uma óptima semana!

Com amor,
Catarina