domingo, 10 de fevereiro de 2019

Produtos de Beleza Cruelty Free #5

Embora a minha rotina de higiene e beleza ainda não seja totalmente livre de produtos testados em animais, está-se a aproximar cada vez mais desse ideal, à medida que os velhos produtos se vão acabando.
Aqui estão algumas das minhas novas aquisições, da menos preferida até à que mais gostei.

domingo, 27 de janeiro de 2019

Sex Education

Este mês estreou mais uma série do serviço de streaming Netflix - a "Sex Education".
Quando comecei a ouvir falar ou a ver imagens da mesma, não achei que fosse algo do meu interesse. Mais uma série adolescente, provavelmente cheia de estereótipos e clichés, que usa a palavra sexo no seu título para chamar a atenção do público juvenil com as hormonas aos saltos.
Só que entretanto vi alguns comentários e opiniões bastante positivas à mesma. Isto, aliado ao facto de ter estado com uma virose e mal conseguir sair do sofá, fez com que lhe desse uma oportunidade. 
Vi toda a primeira temporada em apenas um dia.
A série passa-se num típico liceu americano e tem como personagem principal Otis, um rapaz filho de terapeutas sexuais, que passou a vida a ouvir falar sobre relações e sexo, sem que tenha experienciado alguma destas coisas aos 16 anos.
É um rapaz tímido, cujo único amigo é um pouco mais desinibido e gay, e tenta o mais possível ser invisível na escola. Isto até ao dia em que uma das raparigas cool repara no seu talento para dar conselhos a nível sexual e desenvolve um esquema com ele, para ajudar alguns colegas a troco de dinheiro.
Acho que o que torna esta série refrescante e diferente do que já foi feito, é a naturalidade com que se fala dos mais variados assuntos. O sexo não é visto como o momento cómico, ao contrário dos restantes filmes e séries para adolescentes, mas sim como algo que faz parte das relações amorosas (ou não). A série aborda temas como a homossexualidade, a auto-estima, o aborto, o bullying e a discriminação de maneira a não parecer estar a dar uma lição aos mais novos - como acontecia nos Morangos com Açúcar, do meu tempo - mas com uma sensibilidade que nos deixa a pensar e orgulhosos da maturidade de alguns personagens.
Deixo só o aviso de que é algo com nudez explícita (todos os órgãos sexuais apareceram bem visíveis ao longo dos episódios) e cenas de carácter sexual, daí poder não ser para toda a gente.
De resto, é daquelas séries que adoraria ter visto em adolescente, mas que agora um pouco mais madura me faz apreciar ainda mais o rumo que as séries, reflexo da sociedade, estão a tomar. Um bónus: a banda sonora também é muito boa.


Já tinham ouvido falar da série?


Tenham uma boa semana!

Com amor,
Catarina



quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

ANAVITÓRIA no Coliseu dos Recreios

Ontem foi dia de desfrutar da prenda de Natal oferecida pelo meu namorado: o concerto das Anavitória.
Para quem não conhece, é um duo brasileiro, de duas mulheres com vozes tão doces quanto as suas letras. As suas músicas transmitem-me amor, felicidade e boas vibrações. E o concerto foi exactamente assim.
Foram duas horas com um sorriso estampado no rosto, exepto nas baladas que me emocionam como a "Cecília", que a Ana tão bem cantou ao piano.
Não é novidade que a música ao vivo exacerba todas as emoções que normalmente os nossos álbuns favoritos nos fazem sentir, mas a interpretação ao vivo da Ana e da Vitória, dançando nos seus vestidos flutuantes e pés descalços fez-me gostar ainda mais de todo este projeto. 
Na última parte do espectáculo as cantoras convidaram-nos a levantar para podermos dançar algumas das suas músicas mais mexidas, como a "Clareiamô" que nos fez tentar sambar como a Vitória e acabou com confetis e uma explosão de alegria na música homónima do seu segundo albúm.

Um dos melhores concertos da minha vida.

Foto do Instagram oficial


Espero que estejam a ter uma óptima semana!

Com amor,
Catarina

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Clubes do Livro online e offline

Eu não sou de teorias da conspiração, mas há certas "coincidências" que me fazem pensar nisso. O exemplo mais recente é, no ano em que decido reler Harry Potter, ter visto umas quantas iniciativas de Clubes de Livros. Daqueles engraçados, em que escolhemos um livro, ou um tema e depois podemos discuti-los com outros bibliófilos.
Não sei se este ano vou conseguir juntar-me a algum deles, porque já tenho um compromisso comigo mesma, mas quis partilhar aqui sugestões para alguém que esteja interessado.



Clube de Leitura
Este é talvez a única excepção à introdução, porque a verdade é que já foi criado pela Sónia Morais Santos do blog "Cocó na Fralda" há um ano e meio e sempre soube da existência dele. O que me impede de ir? Talvez a vergonha por ter que falar sobre um livro à frente de pessoas que não conheço. O encontro é mensal, normalmente na Fnac do Colombo e a data é avisada com antecedência no blog. Normalmente a escolha do(s) livro(s) é individual, mas já houve meses em que se escolheu um livro para todos. Para mais informações podem ver esta entrevista aqui.

The Bibliophile Club
Este clube de leitura online foi criado por três bibliófilas: a Sofia do "A Sofia World", a Sónia do "By the Library" e a Lyne do "Imperium".
Em vez de um livro específico, as criadoras preferiram escolher temas mensais. Por exemplo, o tema de Janeiro é "não-ficção/ auto-ajuda". Acho que o facto de se tratar de um tema pode ser mais produtivo em termos de nos impulsionar a ler os livros que temos por casa e precisamos de um empurrãozinho para começar.
Para promover a discussão dos livros lidos, podem partilhar a vossa opinião num grupo de Facebook criado exactamente para este clube, ou então escrever no vosso blog/redes sociais.
Mais detalhes aqui.

HM Book Gang
Já sigo a Helena no seu blog há algum tempo e adoro segui-la no Instagram porque tem sempre sugestões de livros interessantes que anda a ler. Como se juntou um grupinho de pessoas muito interessadas em partilhar leituras, acabou por criar uma conta exclusivamente dedicada a essa temática. Este ano começou um clube de leitura, que conta com a sugestão de um livro para todos lerem nesse mês e partilharem as suas opiniões. Isto sem deixar de fazer sugestões de livros acabadinhos de sair ou de clássicos que valem a pena tirar da estante.

Uma Dúzia de Livros
Numa mistura entre online e offline (porque há possibilidade de se discutir presencialmente), surge um Clube do Livro organizado pela Rita do blog "Rita da Nova". Em vez de seleccionar um livro, a Rita sugere temas. Por exemplo, o tema de Janeiro é "um livro escrito por uma mulher". A vossa opinião pode ser partilhada no vosso blog ou redes sociais e a Rita elaborará uma newsletter que enviará a todos os participantes, compilando as vossas análises. Toda a informação aqui.

Para quem vive em Lisboa, a Time Out fez uma compilação de alguns Clubes de Leitura na cidade (aqui).


É óptimo ver este tipo de iniciativas na blogosfera, até porque vejo a leitura como um óptimo hábito para se ter e qualquer iniciativa nesse sentido é sempre bem-vinda.

Com amor,
Catarina

domingo, 6 de janeiro de 2019

Moscovo (parte 3)

As nossas últimas horas na capital russa foram passadas a ver mais alguns monumentos que comemoram e homeageiam vitórias do exército russo, uma das catedrais mais bonitas que já vi e a Galeria Tretiakov, com obras de arte de todo o mundo.