sábado, 31 de outubro de 2015

Comer Sozinha (Forever Alone)

 Não sei porquê, mas sempre achei que comer sozinho num restaurante era um bocadinho triste.
 Para mim, a refeição é normalmente uma altura de conversa e partilha, portanto estar ali apenas com um prato de comida à frente e comer (a não ser ao pequeno-almoço que ainda está tudo ensonado) era-me um bocado estranho.
 Mesmo quando estou sozinha em casa, gosto de comer a ver televisão ou qualquer coisa no portátil.

 Esta semana não tenho aulas e fui estudar para um sítio novo. Por razões várias, a maneira mais prática de almoçar era comer nalgum restaurante perto.
 Estão a ver esta minha coisa parva na cabeça a dar-me toda uma ansiedade social, não estão?
 Na primeira vez fui a um restaurante/café de franchising por isso estava lá tanta gente que estar ali sozinha num canto não me pareceu assim tão mau. Da segunda vez fui a um restaurante pequenino vegetariano que já queria experimentar há uns tempos e, não só fiquei maravilhada com a comida (tenho que vos falar depois daquilo), como o ambiente era tão familiar que havia uma espécie de conversa entre o staff e os clientes, por isso foi muito tranquilo.
 Sei que é uma coisa tola da minha cabeça e que ir comer fora continua a ser, para mim, mais um evento social que outra coisa. Mas de certa forma também me dá a liberdade não depender de ninguém para ir experimentar sítios novos ou matar saudades de determinado prato.

Sou só eu com esta panca?

Esta senhora não tem a minha panca, está toda contente...


Bom Halloween/ Pão de Deus/ Bolinho!

Com amor,
A Marquesa

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Alerta Carne Vermelha

 Como já devem ter visto nas notícias, a Organização Mundial de Saúde declarou a carne vermelha processada como cancerígena.
 Isto inclui toda a carne de vaca, porco e borrego que foi fumada, salgada, fermentada ou curada e também às quais foram adicionados aditivos que melhoram o sabor, textura ou cor. Estamos a falar de bacon, salsichas, presunto e fiambre por exemplo. Dizem os estudos que uma porção de 50g diária destes produtos pode aumentar em 18% a probabilidade de se desenvolver cancro nos intestinos.
 Também a própria carne vermelha tem possibilidade de ser cancerígena, mas os estudos ainda não provam uma relação directa. Porém, também deve ser consumida com moderação e recomendam o limite a 4 ou 5 refeições por semana.

 Sinceramente isto não me surpreende nada. Estando dentro da área e tendo feito visitas no âmbito da cadeira de Tecnologia Alimentar, já sabia que estes alimentos não seriam os mais saudáveis.
 A lei define limites para os aditivos cancerígenos que se utilizam nos alimentos, mas só o facto de serem usados sempre me fez alguma comichão.
 A indústria diz que são necessários, não só para a conservação dos alimentos, mas porque o consumidor não compra os produtos que não tenham cor bonita, cheiro "característico" ou alguns sabores. Dou-vos o exemplo dos nitritos do fiambre que lhe dão a corzinha cor-de-rosa, ou basicamente todos os corantes alimentares.
 Acho que isso é uma grande balela. Porque se explicassem ao público o que andam a comer, eles preferiam mil vezes comer produtos "feios" mas que soubessem que não tem nada que lhes faça mal.
 Não sei até que ponto os países vão continuar a querer produzir alimentos que nos prejudicam, que depois até vão custar dinheiro ao serviço nacional de saúde, do que começar a proibir determinadas substâncias e dar incentivo à agricultura e pecuária biológica (nós somos o que comemos e os animais também).
 Com isto porém, não quero dizer para se porem a chorar num canto porque nunca mais vão poder comer uma fatia de fiambre ou um folhado de salsichas. Obviamente que deve ser só quando o rei faz anos, e de preferência preferir produtos caseiros e biológicos. Há também a alternativa com carne de aves, mas visto que essas também passam pelos mesmos processos não sei o quanto será mais saudável...

O que vos passou pela cabeça quando souberam? Afecta-vos muito ou nem por isso?


Continuação de uma óptima semana!

Com amor,
A Marquesa


Mais informação aqui, aqui e aqui.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Só não me esqueço da cabeça...

 Acordei cedinho hoje, para aproveitar a boleia da minha mãe e vir estudar para a biblioteca.
 Chego ainda antes de isto abrir, consigo escolher uma das poucas mesas com acesso à tomada, tiro todo o material para começar os resumos e... esqueci-me do estojo.
 Estou a aproveitar para pesquisar artigos, mas daqui a bocadinho quando for comer qualquer coisa aproveito para comprar uma caneta numa papelaria aqui ao pé.
 É uma pessoa a tentar ser produtiva e nem isso consegue, enfim!


Tenham uma óptima semana!

Com amor,
A Marquesa

domingo, 25 de outubro de 2015

Amor é Família

 Os meus pais são dos meus melhores amigos.
 Na idade do armário, em que era um bocado parvinha, achava que eles eram uns chatos que não me deixavam fazer coisas que via colegas meus fazerem e cujos pais deles é que eram "fixes" por não se importarem. Hoje em dia, vejo que os meus pais não podiam ter sido mais fixes, por não deixarem uma adolescente andar aí a fazer o que lhe apetecer quando ainda não tem idade para ter juízo. Por se preocuparem comigo e saberem que, embora me tenham incutido bom senso e bons valores, há sempre factores externos que nenhum de nós controla e poderiam comprometer a minha segurança. 
 Sempre me deram pernas para andar, para encontrar o meu caminho e sempre me incentivaram a dar o meu melhor em tudo que fiz.
 Vejo-os como amigos porque a nossa relação é um pouco como a que tenho com os meus. Sempre que estamos juntos falamos sobre tudo e mais alguma coisa, até porque eles são das pessoas com maior cultura que conheço, dizemos piadas e picamo-nos uns aos outros, vemos filmes e séries, recordamos aventuras nossas e planeamos viagens juntos.
 Nunca vivi a realidade de não querer estar em casa ou só estar bem quando estou com os meus amigos. Gosto tanto de fazer planos com eles como com o pessoal da minha idade. Fazem-me sentir especial e amada, mesmo não o verbalizando directamente.
 São um casal em que se observa entre eles o amor verdadeiro que contam nos livros e filmes, e que ainda o multiplicaram para o oferecer aos dois filhos (e ao bebé adoptado de outra espécie que infelizmente já partiu).
 Adoro-vos mãe e pai.

Com amor,
A vossa Marquesinha

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

A Marquesa vai ao ginásio

 Já vos tinha contado por aqui que sentia necessidade de melhorar a minha condição física, de me mexer e sair do modo sedentário. Que, embora tenha gostado do PopPilates, fazê-lo sozinha em casa não me conseguiu manter motivada.
 E que foi por isso que criei o meu Elíptica Challenge. Para durante o Verão ir ganhando resistência gradualmente para em Setembro poder escolher com mais confiança um desporto para praticar aqui na minha cidade universitária.
 Como tenho um horário rotativo em que a cada semana temos horas livres completamente diferentes da anterior, ir praticar desporto a um local com aulas de horas fixas era bastante mais complicado.
 Uma amiga minha, que mora relativamente perto, também estava interessada em entrar num ginásio. Após avaliar a localização, horário, preçário e horas/diversidade de aulas de grupo chegámos a  um consenso. Fomos visitar o dito ginásio e ficámos convencidas.
 Inscrevemos-nos há cerca de 3 semanas. Desde então tenho ido a aulas de grupo e experimentei Zumba, Pilates, Localizada, Body Balance, Body Combat e Cycling. 
 Tenho adorado e fiquei surpreendida pela minha própria resistência (abençoada elíptica!).
 Hoje tive a minha avaliação para elaborar um plano de treino.
 A instrutora foi simpática, perguntou-me quais os meus objectivos, com que regularidade iria ao ginásio, que zonas do corpo é que queria dar mais atenção e se tinha algum problema de saúde que me condicionasse.
 Como não quero perder peso, tenho um plano para trabalhar tudo o que é músculo e um circuito de máquinas a utilizar e exercícios a fazer. 
Só tenho pena na altura de não ter pedido para medir a minha massa gorda (desconfio que sou falsa magra), mas amanhã quando for peço de maneira a ter um ponto de partida e traçar mais um objectivo.

Espero não perder a motivação nos próximos meses... Para já estou ansiosa para trabalhar e dar o melhor de mim!


Que tenham um bom resto de semana!

Com amor,
A Marquesa

domingo, 18 de outubro de 2015

V

 Para já, o quinto ano está a manifestar-se um pouquinho menos stressante do que o primeiro ano do mestrado.
 Muito se deve à indicação do departamento em confinar a maioria das nossas avaliações contínuas numa semana específica (que há-de ser o meu desespero), dando-nos uma semana de pausa pedagógica anterior a ela. Foi fruto da reclamação de alunos e professores, pois com a nossa carga horária muitas eram as aulas em que faltávamos ou estudávamos para a avaliação seguinte, por as avaliações anteriores terem sido muito próximas em termos temporais.
Ainda me faltam praticamente os dois semestres para o fim do meu 5º ano. Porém, à minha volta toda a gente já se encontra a tratar de arranjar temas de tese, orientadores e locais de estágio. São tudo escolhas que me assombram praticamente desde o início do curso. E não me parece que esteja muito mais perto de as concretizar . 
Para já vou concentrar-me em averiguar locais para realizar o meu estágio. Depois vou esperar por uma ideia brilhante ou inspiração divina para me lembrar de um bom tema de tese. (acendam uma velinha por mim, sim?)



Que tenham um resto de fim de semana maravilhoso!

Com amor,
A Marquesa

terça-feira, 13 de outubro de 2015

A vida deve achar que tem muita piada

Podem dizer que a vida é injusta, madrasta e tudo mais. Mas hoje a vida mostrou-me que é uma engraçadinha com um sentido de humor peculiar.
 Andava eu no fim de semana a pensar como esta semana ia ter uma grande carga horária, quase sempre das 8h às 19h e ontem a panicar (só um pouquinho) por pensar que tenho um trabalho individual para fazer e que teria de encaixar um tempinho para pensar nele.
 E a vida: "Nada temas. I got your back!"

Na minha faculdade o hospital só atende animais de companhia (cães, gatos, roedores, furões, répteis...), por isso temos que ter aulas fora da faculdade quando se trata de outros animais como os cavalos, vacas, porcos ou ovelhas. Vamos no autocarro da faculdade para esses locais que se encontram a pelo menos 1h de Lisboa.
 Ora, hoje saí de casa um pouco atrasada. Para juntar a isso o autocarro do costume também estava atrasado quase 10 minutos. Mesmo assim conseguiria chegar apenas uns 10 minutos atrasadas à hora de saída do autocarro da faculdade.
 Acontece que o autocarro da Carris decide avariar. 
Lá fico eu paradinha a quase metade do percurso. Telefonei às minhas colegas para as avisar do sucedido. E que se não apanhasse autocarro nos próximos 5 minutos para não ficarem retidos por minha causa.
 Entretanto vemos mais pessoas a chegar à paragem onde estávamos parados e soubemos que o autocarro seguinte tinha batido...
 Sim, perdi a saída.
 Mas tenho um dia de "folga forçada" e vou aproveitar!



Que tenham um dia melhor que o meu!

Com amor,
A Marquesa

domingo, 11 de outubro de 2015

Madrid - Parte III (Parque Warner Bros)

O Parque Warnes Bros foi a nossa escolha para as nossas primeiras férias além-fronteiras.
É relativamente barato, principalmente se comprarem os bilhetes online e com alguma antecedência, tem bons acessos até para quem não vai de carro (eles explicam como no site) e é quase aqui ao lado.
 A única situação menos boa que tenho a apontar, foi o facto de ter ido em Agosto. Se o puderem evitar não vão só estar a evitar o calor, mas também as filas enormes.



Comprámos também o bilhete para o Parque Warner Beach, que basicamente é uma área de praia artificial e algumas diversões aquáticas dentro do Parque Warner. Recomendo principalmente se estiver calor!






E com este post me despeço de Madrid!

Com amor,
A Marquesa

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Aprendam com os meus erros

 Não se ponham a arrumar loiça, quando ainda estão com as mãos molhadas de ter a andado a lavar uma outra loiça suja.
 Arriscam-se a partir uma das vossas taças preferidas para comer leite com chocapic...
#RIPtaçaamarela



Tenham um óptimo fim de semana!

Com amor,
A Marquesa

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Madrid - Parte II (O Zoo Aquário)

 Chegámos a Madrid por volta das 9h e não tínhamos planos para esse dia.
 Depois do segundo pequeno-almoço e do check-in feito, pensámos no que poderíamos fazer. Vimos umas coisas no TripAdvisor mas assim que soube que havia um Jardim Zoológico em Madrid, os olhos do meu namorado brilharam.
 Tendo sido ele voluntário e agora animador no Jardim Zoológico de Lisboa, ficou super curioso em ver como seria este zoo. E eu que adoro estes espaços pus-me logo a ver o trajecto!
 Vimos na internet que o zoo é mais barato a partir das 16h da tarde. Como iríamos almoçar ali pela nossa zona, decidimos aproveitar este desconto.
 Fomos de metro e estava muito bem assinalado o caminho até ao zoo.
 Os primeiros animais que vimos foram os flamingos, que tinham o seu espaço mas andavam livremente e perto dos turistas, principalmente quem tinha comida na mão... Só daqui difere bastante do Zoo lisboeta, pois este mantém um distanciamento entre o animal e os visitantes, de forma que só observamos os seus comportamentos naturais.

O Jardim Zoológico é muito grande, com instalações maiores e outras pequenas (a única crítica que temos a fazer é o uso de rede elétrica em meia dúzia de instalações). Tem uma enorme variedade de animais agrupados pela sua região geográfica natural.

Pinguins do cabo
Urso tibetano
Elefante decorativo
Maras e um panda vermelho fofo
Panda gigante a "nadar" em bambu
Ursos pardos (que levantavam a patinha para lhes atirarem comida)

Não vimos a parte do aquário por falta de tempo e cansaço, mas só pelo que vi acho que vale bastante a pena. E de preferência o dia inteiro.


Que tenham o resto de uma óptima semana!

Com amor,
A Marquesa

Cantinho Veterinário VII - Como socializar com cães

 Existe muito boa gente que tem medos de cães. Podem já ter tido uma experiência má ou nunca tiveram muito contacto com este animal e sabem de histórias de cães maus.
 Não digo que não têm razões para ter medo, porque há pessoas que não educam os cães ou animais com um temperamento complicado que podem eventualmente querer morder em alguém.
 Mas não tem que passar a ser uma fobia, com certos cuidados tudo se consegue.
 Segue aqui um vídeo (que tem várias partes) que ilustra esses cuidados em Português do Brasil para crianças.



Resumidamente:

1. O dono é que sabe.
Se querem dar uma festa a um cão, perguntem sempre ao dono se podem. Os donos conhecem o temperamento do cão e vão avisar-vos caso o cão não goste de festas de estranhos.

2. Ler os sinais.
Há cães que têm medo de pessoas estranhas e, depois de vos evitarem escondendo-se (atrás do dono) e pondo o rabinho entre as pernas, se se sentirem encurralados podem morder-vos. Já os cães agressivos costumam rosnar e ficar com o pêlo eriçado.

Cão agressivo
Cão com medo (já com sinais de poder agredir)

3. Bom senso.
Quando conhecem uma pessoa nova não correm para ela ou a abraçam logo de seguida ou se põem a fazer festas no cabelo, certo? Essa pessoa iria ficar assustada...
O mesmo acontece com os cães.
Sim, há cães que só querem é festa e avançam logo para vocês com a cauda a abanar e a dar lambidelas nas vossas mãos. Mas a maioria dos cães é um pouco tímida.
Aproximem-se q.b., fiquem numa postura direita e deixem-nos cheirar-vos à vontade. Depois disso podem baixar-se e fazer-lhes festas no dorso (é menos íntimo que na cabeça e orelhas por exemplo).


4. Há tempo para tudo.
Se o cão estiver a comer, com os seus brinquedos, se for uma cadela com as crias ou estiver preso algures, deixem as festas depois. São alturas em que os cães podem ser um bocadinho mais territoriais.

5. Recompensas.
Se tiverem um biscoito à mão, depois da vossa socialização dêem-lhe uma recompensa. É pelo estômago que se conquistam a maioria das espécies e esta não é excepção. Amigos para sempre!

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Festa Oriental

Eu e as minhas amigas da faculdade, temos várias pancas. Uma delas é organizar festas temáticas.
Já vos tinha falado aqui da Fiesta Mexicana que três delas organizaram. Bem, desta vez fui eu a organizar uma festa cá em casa (com a ajuda do meu namorado e do meu irmão) e escolhi como tema o continente asiático.
 Vieram todas com adereços a rigor, tivémos música ambiente e ementa só com pratos asiáticos (a não ser um bolo tipo Gateaux que uma delas fez).
 Para nosso entretenimento fiz uma espécie de Dare Game, mas com fortune cookies caseiros.
 Elas adoraram e eu também!
 Deixo-vos aqui alguns apontamentos da festa.

Sushi, comida chinesa e arroz frito com frango e ananás tailandês


Decorações da festa

Um dos fortune cookies que fiz

Espero que continuem a ter uma óptima semana!

Com amor,
A Marquesa

sábado, 3 de outubro de 2015

Esta cabecinha...

Este fim-de-semana vinha com a ideia de escrever uns posts atrasados e outros com novidades, de começar um trabalho de grupo que tenho que fazer e de usar a elíptica enquanto via Friends. Mas esta cabecinha esqueceu-se do portátil por isso nada feito! Para além disso também se esqueceu que alguém não era suposto saber uma certa informação e fiquei para me esconder num buraco quando me apercebi disso... 
Porém, hoje o Papi faz anos por isso espero não passar o resto destes dias deprimida!



Que tenham um fim de semana melhor que o meu!

Com amor,
A Marquesa