quinta-feira, 8 de maio de 2014

Cantinho Veterinário III

Desde há umas décadas atrás, quando uma mulher engravidava era aconselhada a livrar-se do(s) gato (s).
Tudo por causa de um parasita chamado Toxoplasma gondii que pode causar desde a abortos espontâneos como malformações ao feto, pois é transmitido pela placenta.

 Acontece que, graças aos conhecimentos de hoje, sabemos que é consideravelmente mais provável a mulher ingerir este parasita ao comer carne mal passada do que ter problemas devido ao gato. Aqui estão as razões:
1. Se o gato andar só por casa é extremamente improvável contrair toxoplasmose (patologia derivada do Toxoplasma gondii) visto que para isso tem de comer fezes infestadas ou então carne crua (caça).
2. O Toxoplasma gondii só é perigoso para o bebé se a mãe o "apanhar" durante a gravidez. Se já o tiver antes, já tem anticorpos contra ele e é inofensivo para o feto.
3. A única maneira de apanhar o parasita pelo gato é ingerindo as fezes infectadas. Para evitar isso, quando limpar a caixa do seu gato use luvas ou peça a outra pessoa para o fazer. 

Para aumentar a família não é preciso expulsar um dos membros lá de casa :)


Espero ter sido elucidativa!


Com amor,
A Marquesa. 

1 comentário:

Diogo Figueiredo disse...

Very good honey bunny mas nós vamos é ter um puppy!

Your Master;
<3