segunda-feira, 27 de março de 2017

Como não desistir do ginásio logo nos primeiros meses

Já passou mais de 1 ano desde que me iniciei no mundo dos ginásios. A minha experiência pessoal é relativa, visto que este é o primeiro ginásio a que vou e consegui ter uma relação duradoura, mas é para isso que servem as relações falhadas das minhas amigas e pessoas que vou conhecendo. Com os seus ginásios, claro.

1º Passo: "Será o ginásio a modalidade certa para mim?"
A primeira coisa que têm de ter em conta quando pensam em inscrever-se num ginásio, é que não é a única maneira de pôrem a mexer o vosso corpitcho. Se se divertem muito mais em desportos de equipa, se a vossa vontade de sair de casa é nula ou se o vosso coração palpita por danças de salão pensem duas vezes. Pesquisem sobre campos desportivos na vossa zona, escolas de dança/yoga/pilates ou programas de treino online ou no Youtube antes de colocarem o ginásio como vossa única opção.

2º Passo: Localização
Pode ser o ginásio com as melhores condições do mundo, mas a verdade é que se ficar longe será muito mais difícil ter motivação para ir. O ideal é ser pertinho de vossa casa ou do sítio onde estudam/ trabalham. Assim é muito mais fácil criar uma rotina.

3º Passo: Modalidades
Dentro do mundo do ginásio há muitos sectores por onde escolher. Eu, por exemplo, gosto muito mais de ir a aulas e dentro dessas de Pilates ou musculação, por isso não escolheria um ginásio onde só existe a possibilidade de treinar em máquinas. Quanto maior a diversidade de actividades num ginásio, maior a dificuldade de se cansarem tão cedo (e de encontrarem "a tal" modalidade que vos entusiasma).

4º Passo: Compatibilidade de horários
Quase todos os ginásios têm um mapa de aulas online, o que é um bom factor a ter em conta quando estão a comparar locais. Se preferem ir de manhã mas eles só têm aulas à tarde, talvez a vossa relação não vá longe.

5º Passo: Feedback
Nada como perguntar aos vossos amigos, colegas de trabalho ou familiares qual a opinião quanto ao ginásio que frequentam ou se sabem de alguém que já tenha andado naquele sítio que vocês têm debaixo de olho. Já me aconteceu saber, por exemplo, que embora determinado ginásio tenha aulas marcadas no horário, raramente acontecem por falta de utilizadores.
Se não têm feedback, também não perdem nada em marcar uma visita para conhecer as instalações.

6º Passo: Experimentar
Agora que já estão no ginásio, não se inibam de usufruir de tudo o que tem para vos oferecer. Marcar a avaliação física e atribuição de um plano de treino, experimentar todas as máquinas (com a ajuda de um instrutor) e não dizer que não a nenhum tipo de aula. Aos poucos vão-se apercebendo do que gostam mais, criando rotinas e mudando-as depois consoante o vosso estado de espírito do dia. Naquele dia podem querer partir tudo e fazer uma aula de "Combat", como no outro quererem queimar calorias na bicicleta por terem enfardado croissants de chocolate como se não houvesse amanhã ou então fazer apenas uma aula de "Balance" por não terem energia para mais.

7º Passo: Inspiração
Instagrams, redes sociais, diário de actividade física ou até competição saudável com amigos, vale tudo! Parece fútil, mas quando estão naquele estado de "vai-não-vai" e a navegar pelas redes sociais, uma frase motivadora ou a foto de um amigo com uns abdominais de fazer inveja a uma tablete podem ser o pequeno empurrão necessário para saírem de casa! 
Eu também tinha um espaço na agenda (na vista mensal) onde escrevia o exercício físico que ia fazendo, para ter vontade de ter aquilo bonito e preenchido.

Espero ter-vos ajudado!

Com amor,
Catarina

7 comentários:

Tim disse...

a minha dica é arranjar uma amiga que queira praticar desporto e que puxe por ti xD

Tim disse...

mas as tuas dicas tb são boas

Diogo Figueiredo disse...

Such guia de inspiração para as pessoas!

Your master;
<3

Tulipa Negra disse...

Gostei das dicas.
Comigo o que funcionou foi o banho turco :P O meu ginásio tem banho turco e eu adoro! É a recompensa perfeita depois de um treino =)

Catarina de Carabá disse...

Infelizmente nunca tive essa experiência por isso não a coloquei. Mas quem me dera! :)

Catarina de Carabá disse...

Que bom, também gostava de ter esse tipo de incentivos no meu :)

-Valéria disse...

Gostei muito deste post, ajudou imenso.
Beijinhos :)
https://dailyvlife.blogspot.pt/