sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Biblioteca - "To All the Boys I've Loved Before" de Jenny Han

Depois de ver o filme da Netflix "To All The Boys I've Loved", que achei ser muito fofo e interessante dentro do género de filmes de romance adolescente, fiquei curiosa com os livros.
Quando fui à Irlanda em Maio, vi que a minha prima tinha a coleção e ela ofereceu-se para mos emprestar. Li o primeiro volume praticamente todo na viagem de avião de volta.
A história é sobre uma rapariga que está no último ano do secundário, chamada Lara Jean, que tem um fraquinho por um dos melhores amigos dela. O problema é que a sua irmã mais velha começa a namorar com ele. Para seguir em frente, ela escreve-lhe uma carta de amor a dizer o que sente e porque o sente e o porquê de não ser possível terem uma relação. Guarda a carta junto de outras quatro, que escreveu a quatro rapazes de quem gostou e segue com a vida.
Um dia descobre que as suas cartas foram enviadas e os problemas começam a surgir...
Tinha saudades de ler este género literário, sentir o carinho e amor adolescente, torcer para que corra tudo bem enquanto reviro os olhos com o drama que se passa na cabeça da personagem principal que está na idade de ser muuito dramática.
Acho que o enredo está bem conseguido, principalmente no primeiro volume, e depois é reconfortante ir acompanhando a Lara Jean e as irmãs, assim como os interesses amorosos. 
Para quem não se importar com spoilers, cliquem em "Ler Mais".


Embora adore o Peter Kavinsky, há ali qualquer coisa na relação entre ele e a Lara Jean que não é o mais saudável. Principalmente, nos últimos dois volumes, é estranho como o compromisso entre eles é tão volátil e tanto estão super bem a brincar com a Kitty, como a seguir discutem por uma coisita qualquer e não se falam... No entanto, por muito que o John Ambrose McClaren tenha sido pintado com todas as qualidades possíveis, continuei a torcer por eles.
Fiquei feliz com o final, acho que fez jus à saga e respondeu às questões que foram surgindo desde o primeiro livro. Quem sabe um dia escrevam um livro , desta vez da perspectiva da Kitty? Adoro a miúda.


Já leram esta triologia? O que acharam?

Com amor,
Catarina

2 comentários:

Querido marquês ou marquesa, sente-te à vontade para "opinar" :)