domingo, 11 de junho de 2017

3 coisas que aprendi com o livro "Calm"

 Calma é um adjectivo que não constaria de uma descrição que fizesse sobre mim.
 Embora tenha momentos de paz e tranquilidade, quando existe pressão sobre mim toda a calma se esvai. Adoraria mudar isso e deixar de ser uma pessoa ansiosa em situações de stress.
 Por isso, comprei este livro de que já tinha ouvido falar vagamente quando me ofereceram um vale de uma livraria.
 Embora não seja o meu tipo de leitura favorita, gostei do formato do livro, que nos permitia andar para trás e para a frente, tinha ilustrações muito bonitas, um design bem-feito, uma escrita cativante e actividades para fazer e escrever nas próprias páginas.



 1. Enumerar 3 coisas pelas quais te sentes grata ao final do dia.
De tantas em tantas páginas, aparecia um "questionário" sobre quais os 3 pontos mais importantes do dia, 3 coisas pelas quais te sentias grata e 3 momentos em que te tinhas sentido em paz.
 Embora não o deixe por escrito, pensar em 3 coisas pelas quais estou grata por aquele dia quando já estou deitada na cama faz-me ir deitar com um sorriso na cara e ver o lado positivo do que se passou.

 2. A importância de me desligar.
 Não é novidade para ninguém que as tecnologias nos roubam sossego. Eu tenho noção de que consulto as minhas redes sociais mais do que devia e quero começar a limitar isso.
 Ultimamente tenho aproveitado para, em vez de ir logo para o telemóvel, levar um livro para ler comigo nos momentos de espera e, quando brinco o meu cão, não levo mais nada a não ser uma bola para não perder a nossa ligação pela tentação de o fotografar. (Embora haja momentos que merecem ser partilhados com o mundo).

 3. Dar uma oportunidade à meditação.
Pratico yoga há algum tempo e sei que normalmente vem acompanhado de meditação. Mas a verdade é que queria experimentar este "desligar dos pensamentos" por si só, já que tem uma lista enorme de benefícios.
Instalei a aplicação Calm e segui as aulas guiadas para iniciantes e devo dizer que é muito mais difícil do que imaginava. Num minuto estou a seguir a minha respiração mas 10 segundos depois já estou a pensar no filme que vi ontem ou numa conversa que tive há 2 anos atrás com uma amiga e lá se foi a meditação. Entretanto acabaram-se as 7 aulas grátis por isso desinstalei a aplicação e tenho-me guiado por vídeos de Youtube (recomendaram-me estes). A tradicional posição de pernas cruzadas deixava-me desconfortável por isso, aliado a umas dicas para combater a celulite, tenho meditado deitada na cama com as minhas pernas elevadas e encostadas à parede antes de ir dormir. Faz-me sentir relaxada mas ainda tenho que trabalhar na parte de afastar pensamentos da minha mente.


Tenham uma óptima (e calma) semana!

Com amor,
Catarina

4 comentários:

Teorias d'ela disse...

Já li esse livro e adorei! Tem o poder de nos fazer pensar em certas coisas que, no dia-a-dia, não pensamos.

Diogo Figueiredo disse...

Espero que consigas sentir-te mais calma!

Your master;
<3

➳ Nea ☽ disse...

Ouço falar muito bem deste livro :)

Cláudia S. Reis disse...

Que excelentes dicas! Fiquei super curiosa por ler o livro :)