sexta-feira, 16 de junho de 2017

O que eu tenho andado a fazer.

Já se passaram 3 meses desde que terminei o estágio.
Considero que as primeiras semanas serviram de descanso (embora tenha ficado doente uns dias), de reaproximação dos meus amigos e família que me viram muito fortuitamente durante o estágio, de acompanhar o meu cachorro doido e voltar a sentir calma nos meus dias.
 Após esse período comecei a tentar ir passar as minhas tardes à biblioteca, já que em casa sei que tenho demasiadas distrações. Digo tentei, porque mesmo assim raramente declino convites de quem merece o meu tempo. 
Se por vezes me sinto culpada, por não estar empenhada a 100% na escrita da tese, por outro sei perfeitamente que é incerto quando terei outra fase assim na minha vida. Uma fase de ser jovem, ter tempo, ter meios e poder escolher ir ao meu próprio passo. De tomar o pequeno-almoço enquanto vejo a minha série favorita do momento, de praticar yoga para depois ir tomar um duche fresquinho, ler enquanto espero que o creme seja absorvido pela pele, brincar e dar "papinhas" ao Bóris, inventar o meu almoço, ir para a biblioteca e então passar depois 4 horas a pensar e a trabalhar para o meu futuro. Regressar a casa sem pressas desfrutando da música enquanto estou no trânsito, falar sobre o meu dia com a minha mãe enquanto fazemos o jantar e o Bóris nos observa a ver se cai alguma coisa, jantar quando o pai chega e comentar as notícias, dar uma caminhada lá na aldeia com o nosso cão-urso e voltar para um chá enquanto vemos uma série. Falar ao telemóvel com o meu namorado para saber como correu o dia dele e planear quando e onde nos voltamos a ver. São dias de sonho.
 Entretanto, pelo menos duas colegas minhas já entregaram e defenderam a sua dissertação e vejo que o prazo se está a aproximar, embora pareça ainda estar a centenas de quilómetros de distância. Vou agora passar uns dias em casa de uns amigos meus e do meu namorado e vou aproveitar a pausa para voltar com mais determinação e dedicação. Até ao final de Julho quero muito enviar uma primeira versão da tese à minha orientadora. Vamos lá.


Tenham um bom fim-de-semana!

Com amor,
Catarina

1 comentário:

Diogo Figueiredo disse...

You can do it honey!

Your master;
<3