domingo, 15 de março de 2015

Não batam mais no vegetariano!

Hoje houve lanche de aniversário de uma prima minha. Juntou-se a família e entretanto soube-se a novidade de que uma das minhas primas, prestes a fazer 18 anos tornou-se vegetariana.
 Ela já tinha tentado há uns anos atrás. Mas como cá na cidade há poucas alternativas para quem não come carne nem peixe ela desistiu.
 Agora que está a estudar nos Estados Unidos, tornou a preferir sempre as opções vegetarianas e acabou por deixar mesmo a carne e o peixe.

Bem, na minha família foi toda a gente a apontar o dedo.
Que "é a lei natural das coisas", que "não é saudável" e mimimi momomó.

O que parecem não perceber é que uma pessoa quando se decide tornar vegetariana não costuma fazê-lo só porque sim.
 No caso da minha prima ela fê-lo mesmo porque sabe que não é necessário estar a matar animais para se conseguir alimentar e ter uma vida saudável. Mas antes de tornar a decisão definitiva fartou-se de ler sobre o assunto e falar com pessoas que escolheram esta opção de alimentação há anos!

Como já escrevi anteriormente no blog eu também ando a tentar reduzir a quantidade de carne e peixe que como (principalmente carne).
 Temos a sorte de viver numa época em que os alimentos são profundamente estudados e conseguimos saber onde podemos ir buscar todos os nutrientes que precisamos. 
 Ainda não consegui dar o salto para o vegetarianismo, talvez por comodidade minha. Mas talvez no futuro consiga lá chegar.

Até lá, muita força aos vegetarianos que têm mesmo muita paciência para ouvir o pessoal a mandar bitaites todos os dias!


Com amor,
A Marquesa


P.S. Na minha opinião, os omnívoros deviam respeitar os vegetarianos mas também vice-versa!

1 comentário:

Diogo Figueiredo disse...

Damm very good honey!

Your master;
<3