quinta-feira, 12 de novembro de 2015

A Regra de Ouro da Condução

Há uma regra no mundo da condução que já deve ter origens ancestrais, mesmo antes do código da estrada e sinalizações.
Meus queridos que estão a estudar o código, podem atirar esse livro para onde vos apetecer que o que vos vou contar é a regra de ouro.
Preparados?
Diz a regra que se pode fazer tudo o que se quiser, desde que no final levantes a mãozinha ligeiramente do volante, inclines o pescoço uns meros 5 ou 10º em direção a um dos teus ombros e faças um ar compreensivo (mas nunca comprometido!) a quem tu falhaste.
Tens sinal amarelo intermitente porque está verde para os peões ali na passadeira ao lado mas tens pressa? Acelera, e quando o peão barafustar por quase ter sido atropelado, basta mostrar a palma da mão e inclinares a cabeça fazendo um ar de “sim senhor, tem toda a razão”.
Também vale para roubar a prioridade a outros carros, fazer manobras perigosas… é à vontade do freguês!
É quase mais infalível que pôr os 4 piscas para se estacionar onde se quiser.

E sim, eu era o peão que ia sendo atropelado…



Tenham o resto de uma óptima semana!

Com amor,
A Marquesa

2 comentários:

  1. Esse pessoal deve arranjar a carta em rifas

    ResponderEliminar
  2. Que raiva! Esses Gajos são mesmo insuportáveis!

    Your master;
    <3

    ResponderEliminar

Querido marquês ou marquesa, sente-te à vontade para "opinar" :)