quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Sofro de "violência doméstica" (mas da parva)

É rara a semana em que não tenho uma nódoa negra algures no corpo.
Neste momento tenho uma muito grande na coxa da perna esquerda e outra prestes a formar-se no joelho.
É uma violência doméstica no verdadeiro sentido da palavra porque só acontece mesmo dentro das quatro paredes. Isto porque a luta se dá entre mim e os móveis da casa.
Na verdade eu é que sou a agressora, mas ao mesmo tempo sou a única vítima. Porque quando vou contra a mesa ou dou uma canelada na cama as mazelas ficam todas em mim. Eu às vezes até desconfio que na verdade são os objectos inanimados que se movem, porque acho impossível eu viver há tanto tempo num sítio e não ter aprendido a desviar-me das coisas.



Mas agora a sério, se são vítimas ou conhecem alguém que é vítima de agressões ou outro tipo de violência por parte do(a) parceiro(a) ou familiares peçam ajuda, por favor. Fica aqui o link do site oficial da APAV (Apoio à Vítima).


Tenham o resto de uma óptima semana!
  
Com amor,
A Marquesa

3 comentários:

Diogo Figueiredo disse...

Aposto que bateste de propósito só para fazeres um post hoje!

Your master;
<3

Panda disse...

Essa fotografia minha está o máximo, eu sei, estava forte nesse dia, mas este uso dela é completamente inapropriado. Sinto-me ofendida! xD

Agora relativamente ao que escreveste e sem brincadeira, eu não sei como não ando sempre com negras. Acho que tenho a pele muito resistente. Só pode, porque ando constantemente à martelada nos móveis. Sou perita em bater com o cotovelo nas portas da minha banheira. Isto acontece sempre. É incrível.

Sheyla Xavier disse...

Me identifiquei prontamente, sempre tenho dessas manchas roxas/pretas nas pernas e braços, tudo que bato fica assim.
Adorei o blogue.
Bjos e bom final de semana,
http://www.dmulheres.com.br/