sábado, 19 de dezembro de 2015

10 dicas para rentabilizares o teu estudo

Porque vem aí Janeiro e as tão temidas frequências e exames, aqui ficam algumas dicas que me ajudam a estudar mais e melhor. Mesmo as coisas básicas, é sempre bom recordar para ter em mente.

1. Organização
Este passo é essencial para fazermos o melhor proveito do nosso tempo. No meu caso dou sempre prioridade aos trabalhos e só depois começo a estudar. Tento definir em que dias vou estudar/ trabalhar para determinada cadeira, consoante a dificuldade e a data da avaliação. Nas alturas em que tenho mais tempo livre (férias de Natal por exemplo), gosto de aproveitar para estudar da avaliação mais distante à mais próxima que vou ter. Assim adianto trabalho para as longícuas, mas as primeiras ficam mais frescas na memória.

2. Localização
Vejam onde vos rende mais o estudo. Para mim, o estudo pouco ou nada rende quando fico em casa. Ir para uma biblioteca pública onde não tenho acesso à internet motiva-me e fico mais concentrada no que tenho a fazer. Vejam também consoante conseguem estudar com barulho, por exemplo.

3. Boas companhias
Por muito que tenham saudades daquela amiga efusiva e faladora, tentem combinar algo que não estudar com ela porque já sabem que ela vos vai sempre puxar para as cusquices e distrair-vos. Para mim tanto faz estudar sozinha ou com amigos (daqueles que guardam as cusquices para os intervalos para comer e afins), mas por vezes quando tenho dúvidas sobre algo, não tenho medo de pedir ajuda a uma colega que até percebe do assunto. Normalmente as pessoas explicam melhor que os livros...

4. Apontamentos, cadê vocês?!
Uma óptima maneira de começar o estudo para o exame de uma certa cadeira, é passar os apontamentos dessas aulas a limpo. Assim, vão rever alguns conceitos e saber do que andaram a falar durante o semestre, para além de que depois vão ter outra atenção quando lerem os slides e reconhecerem o que o professor disse ser importante.

5. Ler, sublinhar, escrever (repeat)
Há vários métodos para decorar. Porque verdade seja dita a maior parte das cadeiras avalia isso mesmo, a matéria decorada.
 Para mim, o melhor é mesmo ler por alto os slides e sublinhar o que é importante, fazendo depois um resumo escrito. Depois, nesse mesmo resumo, acrescento coisas que tenho nos apontamentos da aula e acho não estarem tão bem esclarecidas nos slides e sublinho mais uma vez o que acho serem os pontos importantes.
 Existem outras pessoas, que lêem em voz alta, sublinham, fazem esquemas... O importante é experimentar e verem o que resulta convosco.

6. Bond, James Bond
 Não digam que vieram daqui, mas muitas vezes os colegas mais velhos sabem o que lhes saiu no exame dessa cadeira. Na minha turma, por exemplo, após uma frequência temos o hábito de reunir numa publicação do facebook as perguntas que nos lembramos que saíram. É uma maneira de ajudar depois quem for a exame ou tiver que repetir em segunda fase.
 Isto ajuda-vos a verem a que matéria o professor costuma dar importância e, depois de estudarem, testarem os vossos conhecimentos.

7. Inventa!
 Na cadeira mais complicada do 3º ano, eu e umas colegas minhas reunimo-nos na véspera do exame para jogar ao "Quem quer ser veterinário". Um jogo feito por nós, em que cada uma fez algumas perguntas sobre a matéria, fizémos um montinho e depois quem acertasse nas perguntas tinha direito a uma goma.
 Eu própria sozinha, quando tenho tempo, invento perguntas sobre a matéria para depois o meu namorado me fazer. Ajuda-me imenso.

8. Constrói a tua própria cela.
Se te distrais facilmente pelas tecnologias, tens várias opções. Deixá-las noutra divisão, como eu faço ao meu telemóvel quando estou em casa a fazer um trabalho; usar apps para não usarmos o telemóvel (o Forest por exemplo); bloquear a Internet ou parte dela (desde desligar o router até usar extensões como o StayFocusd).

9. Horários
Define horas para começares a trabalhar e para as pausas. Não te esqueças de comer de 3 em 3h, manter-te hidratado, mas também aproveita para esticares as pernas e falar com seres humanos (ou não!).

10. Cafeína
Quando queremos aproveitar todo o tempo do dia, é normal termos horas mais produtivas e outras em que nem tanto. A mim costuma-me dar sono depois do almoço, por isso se estiver em casa faço um chá verde ou preto para ter um pequeno boost de cafeína, já que não aprecio muito café.
 É de realçar que esta "droga" nunca deve substituir horas de sono. O nosso cérebro e nós próprios precisamos de descansar, ok?


Boa sorte!

Com amor,
A Marquesa

3 comentários:

Diogo Figueiredo disse...

Look at you such a counseling pró!

Your master;
<3

Cláudia S. Reis disse...

Excelentes dicas ;)

Isa Sá disse...

Boas ficas. Uma ótima semana e um Feliz Natal.

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt