sexta-feira, 1 de abril de 2016

Amor Bibliotecário

Desde pequena que adoro bibliotecas.
Lembro-me que numa visita de estudo no último ano da pré-escola, fomos a uma biblioteca ver um teatro e depois deixados na biblioteca em si, na zona infantil.
No dia seguinte, fui toda contente para casa contar aos meus pais que a professora tinha dito que eu fora a que se portou melhor. Isto porque enquanto todos andavam a correr, a saltar para cima dos pufs e a falar alto, eu encontrei uns livros do Astérix e, tal como fazia em casa, folheei-os decifrando a história pelas imagens.
 Quando entrei para o 5º ano, fiquei maravilhada quando soube que a minha escola tinha uma biblioteca. Fiz o cartão de leitor e requisitei os livros da coleção de "Uma Aventura" que não tinha em casa, assim como outros. Também era o sítio onde fazia alguns trabalhos em grupo no computador e onde nas horas de almoço íamos ver filmes.
 No Secundário nunca achei piada à Biblioteca da nossa escola. Ainda pior quando foi feita de novo (naquele ano em que todas as escolas sofreram obras) e perdeu todo o ar pitoresco e intemporal que eu tanto gosto nestes espaços. 
 Foi na faculdade que voltei a enamorar-me.
 Com a crescente necessidade de estudar e de o fazer eficazmente, tive de admitir que a minha concentração não era a melhor quando ficava em casa.
 A convite de colegas minhas na mesma situação, fiquei agradavelmente surpreendida com o quanto este ambiente bibliotecário aumenta a minha produtividade, inspiração e força de vontade. Nestes cinco anos de faculdade, já estudei em pelo menos seis locais diferentes e sempre correu bem.
E aqui estou, no último semestre de estudos, a escrever-vos de uma biblioteca municipal que adoro. A apreciar o bater das teclas no silêncio enquanto me observam os títulos de alguns livros que li, outros clássicos de autores conhecidos e tantos outros sobre tudo e alguma coisa.
 Se há pessoas que se sentem em paz numa praia, num templo, num café ou numa rua, eu sinto-me em paz aqui.
Sim, é a minha princesa Disney favorita
Bom fim de semana!

Com amor,
A Marquesa

6 comentários:

Nádia disse...

Também adoro o ambiente das bibliotecas, desde o secundário. E o cheiro dos livros, não há nada melhor!

Cláudia S. Reis disse...

Eu sempre adorei as bibliotecas das escolas por onde passei. Quando andava na primária o meu momento preferido era quando íamos à biblioteca escolher um livro para levarmos para casa. Ficava em êxtase. Desde aí sempre me senti bem em bibliotecas e ainda hoje frequento a biblioteca aqui perto de minha casa. Não vou lá com tanta regularidade como gostaria mas, ainda assim, é uma excelente companhia! :)

Diogo Figueiredo disse...

Ya, são fixes para txillar!

Your master;
<3

mariiana capela fotografia disse...

Uma partida do dia das mentiras? :p
Eu adoro aquelas bibliotecas antigas! detesto as bibliotecas com pessoas a conversar em alto e bom senso. E quando estava no ispa, amava estudar na biblioteca deles, é linda, "antiga", pacifica. :)

Catarina de Carabá disse...

Também adoro o cheiro dos livros! Quando recebo um novo vou sempre lá enfiar o nariz, é tão característico :)

Catarina de Carabá disse...

Não, é mesmo verdade verdadinha :)
Também gosto muito da do ispa, exactamente por ser do género antiga com o apoio para colocarmos o livro que estamos a ler e tudo!